Quem vive tentando alinhar os passos da sua rotina com o tique-taque dos ponteiros do relógio, sabe que a exaustão o acompanha de perto, apenas à alguns passos atrás. Ela espreita, á espera do momento certeiro em que nem o corpo e nem a mente poderão prosseguir. E assim, infelizmente temos feito conosco e com nossos filhos. É um corre pra cá, corre pra lá, insano e adoecedor onde as relações estão se perdendo.

O relógio, ignora as individualidades de cada um. Nos afastamos emocionalmente, na ânsia de cumprir mais um dia de trabalho, mais um dia de estudos e lições feitas, mais um dia de protocolos realizados; e relações adoecidas.

O olhar nos olhos, não cabe mais em nosso tempo corrido, o carinho já não encontra solo para brotar, o diálogo (este nem se fala) já se tornou abreviado à tempos. O tempo da intimidade única e particular já é conteúdo escasso, neste processo acelerado de cumprir rotinas e atropelar as relações.

E para onde estamos prosseguindo com toda esta pressa?… Infelizmente, para um grande abismo emocional. Estamos esquecendo, que somos seres necessitados de afeto, e afeto só se compartilha com TEMPO. Com tempo de qualidade, eu diria.

As escalas dos adoecimentos “físico- emocionais” ( como a depressão, a obesidade, as manias, a anorexia…) têm subido assustadoramente e acometido cada vez mais crianças, adolescentes e adultos. E na mesma proporção, temos nos afastado emocionalmente uns dos outros. Estamos todos desidratados de AFETO!

Para tentar reverter este contexto, precisamos primeiramente organizar nosso caos externo, para tranquilizarmos nosso mundo interno. Priorizar na agenda o tempo de compartilhar momentos afetuosos com quem mais amamos, sem pressa, sem desassossego, sem abreviações. Tem espaço para estes momentos na sua rotina, hoje?

Simplifique, reduza o que não soma na matemática afetiva, inclua o tempo de brincar, de estar mais perto da natureza, e de desestressar. Priorize o olhar encorajador que enxerga além, a audição verdadeira paciente e acolhedora.

Os abraços apertados, a expressão física e sensorial do amor. Valorize os minutos de relações reais, com as pessoas que você mais se importa. Faça com que estes minutos existam na sua agenda!

Expresse o carinho através de gestos gentis, e através de palavras, demonstre que você se importa. Carinho pode ser expresso até mesmo através de um bilhete, e estamos perdendo o hábito de surpreender os outros com doses de carinho gratuitas.

Desacelere! Aprenda a respirar melhor, e a dar um passo de cada vez sem se atropelar, e sem atropelar tudo e todos á sua volta. Siga com o propósito da NUTRIÇÃO EMOCIONAL priorizando este AGORA que temos, com ações simples porém eficazes para o fortalecimento familiar.

A vida é o que somos e o que temos agora, nesta pequena fração de tempo que clama por ser bem aproveitado, e muito bem vivido. Portanto, coloque o corpo e a alma dentro do HOJE. A maioria das felicidades, não está nos grandes acontecimentos. Elas habitam nas horinhas do cotidiano, em dias comuns , como este que você tem agora.

RAFAELA DI GUIMARÃES
CRP 13804 Psicóloga
Psicanalista de crianças e adolescentes.
@psicorafadiguimaraes

Fique por dentro do que acontece em Brasília

Receba atualizações semanais.

Relacionados

Covid-19: Saúde anuncia esforço para aumentar a vacinação da segunda dose em grupos com mais de 70 anos no DF

A partir de 15h desta sexta-feira (30) será aberto o agendamento de mil vagas para pessoas com comorbidades, cuja vacinação ocorrerá domingo (1º) e segunda-feira (2) na Praça dos Cristais

Com previsão de mais 150 mil doses, Ibaneis anuncia vacinação a partir de 30 anos

Doses da vacina devem chegar ao DF neste fim de semana. Expectativa do governador é baixar a faixa etária do público-alvo na semana que vem

Falta de energia atinge área rural nesta sexta (30)

Ainda no Paranoá, o Núcleo Rural Boqueirão ficará sem energia das 9h às 16h30, afetando as chácaras Canaã, Preciosidade e Oriente