Maior jogador da história do futebol argentino, Diego Armando Maradona morreu nesta quarta-feira (25) aos 60 anos.

Maradona sofreu uma parada cardiorrespiratória em sua casa em Tigre, segundo o jornal argentino “Clarín”.

O ex-jogador sofreu uma delicada cirurgia no cérebro no começo do mês e recebeu alta oito dias depois.

Campeão mundial na Copa de 1986, quando ficou eternizado pelos gols que marcou contra a seleção da Inglaterra, o craque argentino drenou uma pequena hemorragia no cérebro.

O médico Leopoldo Luque afirmou na ocasião que a cirurgia era considerada simples, mas havia preocupação pela condição de saúde do ex-jogador.

Esta reportagem está em atualização.

Fique por dentro do que acontece em Brasília

Receba atualizações semanais.

Relacionados

“Foi emocionante”: enfermeira foi a primeira vacinada contra covid-19 no DF

Seis profissionais da linha de frente no combate à doença foram imunizados na cerimônia desta terça-feira (19) no Hran

Dólar cai para R$ 5,31 com otimismo após posse de Biden

O dólar comercial encerrou esta quarta-feira (20) vendido a R$ 5,312, com recuo de R$ 0,034 (-0,63%)

Ministério Público questiona o GDF sobre supostos “fura-filas” na vacinação contra a covid-19

Procuradores receberam denúncia de pessoas recebendo doses da vacina contra a covid-19 fora do grupo prioritário. Secretaria de Saúde diz que vai apurar