Edifício sede da Petrobras na Avenida Chile, centro da cidade.

As ações da Petrobras abrem em forte queda no pregão desta segunda-feira (22). A queda se deve com a crise gerada no mercado desde sexta-feira (19) após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) indicar que não iria reconduzir Roberto Castello Branco ao comando da estatal, e indicando o nome do general Joaquim Silva e Luna para substituí-lo.

Nesta segunda o dólar também abriu com forte alta batendo os R$ 5,51.

Pressionado pela alta dos preços dos combustíveis, Bolsonaro vem criticando a composição do preço da gasolina. Nas últimas semanas seu foco em pronunciamentos públicos era na incidência de impostos estaduais, como o ICMS, no valor do combustível. Na manhã desta segunda-feira (22) o presidente, junto a apoiadores, alegou que falta de “transparência” na fixação de preços pela atual política da Petrobrás que, segundo ele, não estão respondendo à variação do dólar ou do barril no mercado internacional.

Nesta terça-feira (23) ocorre a reunião do conselho de administração em que é votada a recondução ao cargo do presidente. A reunião é ordinária e já estava marcada para ocorrer.

Fique por dentro do que acontece em Brasília

Receba atualizações semanais.

Relacionados

Ibaneis decretará lockdown total a partir desta sexta-feira (26)

Desta forma, todos os serviços não essenciais serão fechados no DF.

Gasolina, diesel e gás tem novo aumento nesta terça (02)

O litro da gasolina ficou R$ 0,12 mais caro (4,8%) e passou a custar R$ 2,60 para a venda às distribuidoras

com 97% dos leitos de UTI ocupados, saúde do DF entra em colapso

Os últimos dados informam que há 81 pacientes aguardando por uma vaga