Em entrevista ao jornal Opção, de Goiânia, o senador Izalci Lucas (DF), líder do PSDB no Senado, declarou que o Distrito Federal “está hoje disputando os piores lugares em tudo”, devido à incompetência do governo atual e à ausência de políticas públicas nas áreas mais pobres.

Leia a seguir trechos da entrevista, publicada neste domingo (10/10):

Perdas

“A cada governo que entra, o DF perde seu potencial de investimento, de oportunidades, de modernização e de melhoria de qualidade de vida. Hoje estamos disputando os piores lugares em tudo. Veja que um quadradinho como o DF esteve em 19º lugar na vacinação. Para se comparar, São Paulo está chegando a mais de 60% da população vacinada e nós ainda estamos em 40% com as duas doses. O DF deveria estar em primeiro lugar. Não tem sentido que Mato Grosso, por sua extensão territorial, ficar a frente do DF neste ranking.”

Suspeitas de corrupção

“Se fosse só isso estaria ótimo. Tem operações da Polícia Federal todos os dias, a toda hora e em todos os lugares do DF. Há uma semana a operação foi no hospital regional de Sobradinho. Agora foi na regional de ensino do Recanto das Emas. A saúde é um caos e já foi preso todo mundo. O governo ainda os apoia. Não dá para entender isso.”

Caos na saúde

“O governador disse que os problemas da saúde não eram recursos, era gestão. Mas está essa bagunça. E veja, destinamos quase R$ 3 bilhões para o DF durante a pandemia. Assim, éramos para ser referência. Hoje somos um dos piores.”

Aumento da pobreza

“A única coisa que o DF consegue ser campeão é no aumento da miséria. Estou falando de desigualdade e pobreza que cresceu absurdamente. É lamentável que onde era pra ser o piloto modelo, esteja nesta situação. Isso é em razão do improviso, falta de experiência no serviço público, falta de compromisso com a cidade e desconhece a realidade das pessoas. Tem gente passando fome em Brasília. A culpa é deste desgoverno. A situação é caótica. As pessoas estão se sentindo abandonadas. Eu estou na rua e percebo isso claramente.”

Ausência de Governo

“No momento que as pessoas de poder aquisitivo menor mais precisam, eles não conseguem acessar o serviço social. O Cras (Centro de Referência a Assistência Social) . As pessoas estão passando fome. As pessoas não têm atendimento hospitalar. Tem gente com câncer, com marcação de consulta daqui há seis meses. Quem está com câncer não pode esperar. “

Hospitais sucateados

“Referência nacional no passado, hoje o hospital de Base não tem dipirona e nem material para os profissionais trabalharem. Em outros hospitais tem gente internada há 90 dias esperando uma cirurgia que não acontece porque não tem um parafuso de R$ 3 reais. Não tem controle de estoque na saúde. É incompetência, prepotência, arrogância e desconhecimento.”

Cidadãos ignorados

“A prioridade tem que ser o cidadão. As pessoas hoje estão abandonadas. Elas precisam ter esperança e acreditar que a coisa vai mudar. Não podemos ter hoje uma capital federal com maior índice de desemprego de jovens. Temos uma geração que não tem esperança nenhuma.
O que falta no DF é planejar, estabelecer metas e ver quanto custa para fazer os projetos funcionarem. Tudo isso deve ser feito ouvindo a comunidade. Fiz mais de mil reuniões virtuais durante a pandemia. Falei com os líderes comunitários. E agora estamos trabalhando nas cidades de forma presencial a partir dessas demandas. Governar é isso: eleger prioridades depois de ouvir a comunidade. É o que estamos fazendo. “

Governo do Improviso

“Os últimos governantes sempre falaram que o problema é gestão. De fato é. Mas eles não sabem gerir. Temos que criar um governo digital para as pessoas possam marcar consulta e terem seus serviços por meio do celular.  Também precisamos de integração. O governo é único. Não pode cada um fazer o que quer. Hoje os secretários nem conversam. Estamos no quinto gestor da educação. Na saúde é o sexto. Não se tem política de estado e nem de governo.  Hoje é um governo de improviso.”

Leia a íntegra da entrevista em https://www.jornalopcao.com.br/entrevistas/tem-gente-passando-fome-em-brasilia-e-a-culpa-e-deste-desgoverno-356660/

Fique por dentro do que acontece em Brasília

Receba atualizações semanais.

Relacionados

Operação da PCDF prende 405 foragidos

A Polícia Civil do Distrito Federal finalizou hoje a terceira Operação Full Time com 70% das prisões efetuadas nas últimas 72 horas

Poeta do rock brasileiro: 25 anos sem Renato Russo

Após um quarto de século de sua morte, ele continua presente e “vivo” por meio de sua obra. Renato Russo deixa um legado que possibilitará, a várias outras gerações, entender parte do que foi este “nosso próprio tempo

Locais de Ceilândia, Gama e Paranoá ficarão sem energia nesta quarta (13)

Fique atento às áreas e horários em que o fornecimento de energia será interrompido. A rede passará por substituição e instalação de religador