Um servidor do Ministério da Saúde e cinegrafistas da Record e do SBT foram perseguidos por manifestantes pró-Bolsonaro, que tentaram invadir o prédio atrás deles. Ninguém se machucou, mas o equipamento da Record só foi recuperado porque um pedestre o resgatou no meio dos manifestantes e levou até a repórter da emissora, que estava protegida dentro do prédio.

A equipe do SBT e o servidor também conseguiram se proteger, mas os cinegrafistas da Record não. Eles tiveram que correr para o carro e ir embora. De acordo com seguranças da Saúde e equipes de jornalismo, que estavam no local, a ação foi muito rápida.

Às 10h30, na lateral do prédio, o servidor estava chegando para trabalhar. Como a Esplanada dos Ministérios está tomada pelos manifestantes, o único caminho é passando por eles. Em algum momento, o funcionário da Saúde fez um comentário, que irritou os manifestantes. Eles o encurralaram.

Para tentar se proteger, o servidor começou a se encaminhar para a porta do ministério. Os cinegrafistas, então, fizeram imagens da agressão. O foco dos manifestantes passou a ser também os cinegrafistas, que correram na direção da porta do ministério.

Os seguranças do ministério trancaram a porta para evitar invasão, mas abriu uma fresta para a imprensa e o servidor se abrigarem dentro. Apenas o servidor e o cinegrafista do SBT conseguiram entrar. Nesse momento, os manifestantes forçaram a porta para invadirem o ministério.

Já uma outra frente perseguiu a equipe da Record, que ficou para fora. A Polícia Militar do Distrito Federal foi chamada.

“A PMDF foi acionada para verificar uma situação envolvendo jornalistas e manifestantes. Quando chegamos no local, a situação foi resolvida”, relata a nota oficial.

As imagens do portal Metrópoles mostram três momentos: dois dos servidores conseguindo se abrigar dentro do Ministério da Saúde e uma dos manifestantes perseguindo a equipe da Record. As imagens foram feitas de dentro do prédio.

A reportagem da CNN chegou ao local um pouco depois e só conseguiu entrar no prédio com a ajuda da Polícia Militar.

Em nota, o Ministério da Saúde informou que, “na manhã desta quarta-feira (8), alguns manifestantes tentaram entrar no edifício-sede da pasta. A situação foi rapidamente contida pelos seguranças do prédio. Cabe esclarecer que não houve feridos”.

 

Com informações de CNN Brasil

Fique por dentro do que acontece em Brasília

Receba atualizações semanais.

Relacionados

Fiocruz divulga critério para carnaval seguro no Rio: 80% de cobertura vacinal

Essa imunidade é baseada em um cálculo que se faz em epidemiologia, que tem a ver com a taxa de contaminação, a taxa de transmissão da variante Delta, que está de 5 a 9,5

Brasília tem chuvas acompanhadas de forte ventania

O terminal da estação Central de metrô ficou completamente alagado com a forte chuva

Anvisa aprova ampliação do prazo de validade da vacina da Janssen

Segundo a Anvisa, a aprovação foi baseada em uma criteriosa avaliação dos dados de qualidade dos estudos que demonstrou que a vacina se manteve estável pelo período de seis meses