Na manhã desta sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra, manifestantes convocaram um ato na praça Zumbi dos Palmares, no Conic, e se direcionaram para o Carrefour Bairro, na Asa Sul, em resposta ao crime ocorrido no dia anterior (19) em uma unidade de Porto Alegre, onde um cliente foi espancado pelos seguranças e acabou morrendo.

Em Porto Alegre (RS), um homem identificado como João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi espancado por seguranças do supermercado Carrefour, no bairro Passo d’Areia, na zona norte da cidade, na frente do estabelecimento. De acordo com informações de testemunhas, a vítima teria discutido com os agressores, que foram presos em flagrante.

Veja o ato:

Em nota, a rede Carrefour informou que “adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos neste caso criminoso” e que rompeu contrato com a empresa de segurança, além de ter demitido o chefe responsável pela segurançan na unidade de Porto Alegre.

Fique por dentro do que acontece em Brasília

Receba atualizações semanais.

Relacionados

“Foi emocionante”: enfermeira foi a primeira vacinada contra covid-19 no DF

Seis profissionais da linha de frente no combate à doença foram imunizados na cerimônia desta terça-feira (19) no Hran

Ministério Público questiona o GDF sobre supostos “fura-filas” na vacinação contra a covid-19

Procuradores receberam denúncia de pessoas recebendo doses da vacina contra a covid-19 fora do grupo prioritário. Secretaria de Saúde diz que vai apurar

Indígenas Venezuelanos são acolhidos em unidade de atendimento social no DF

Famílias da etnia Warao estavam acampadas na Rodoviária Estadual e agora terão onde dormir e fazer refeições