A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) lançou nesta sexta-feira (25), licitação para a contratação de empresa para execução do serviço de impermeabilização da laje de cobertura do pavimento superior do terminal rodoviário do Plano Piloto. O procedimento protege as estruturas contra líquidos e vapores, mantendo a construção segura.

Com procedimento licitatório por menor preço, o valor estimado da intervenção é de R$ – 1.311.294,78. O prazo de execução total da obra é de 120 após o contrato ser fechado.

“Estamos falando do marco zero de Brasília. Uma região que serve como ponto de chegada e de partida, principalmente para os trabalhadores do DF”, enfatiza o diretor presidente da Novacap, Fernando Leite. “Essa intervenção vem para levar mais segurança à estrutura e, consequentemente, ao cidadão”, completa.

Com 60 anos de fundação, no centro do poder, ela concentra e redistribui um grande número de pessoas que passam por lá diariamente, cerca de 700 mil. No ano passado, o Governo do Distrito Federal investiu mais de R$ 900 mil para que o cidadão tenha acessibilidade e conforto.

No mês passado, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) reforçou a segurança do local ao instalar um Centro Integrado de Comando e Controle Móvel. A estrutura, a parte traseira de uma carreta adaptada, conta com dez telas que recebem imagens, em tempo real, das 45 câmeras de videomonitoramento instaladas nas plataformas superior e inferior da Rodoviária, Conic e Conjunto Nacional.

Os interessados em entrar na disputa podem acessar o edital e seus anexos gratuitamente em www.licitacoes-e.com.br. Para mais informações, ligar para (61) 3403-2321 e (61) 3403-2322, nos dias úteis, de 8 às 12 horas e de 13 às 17 horas. O recebimento das propostas vai até às 9 horas de 19 de outubro. O envio é feito também pelo www.licitacoes-e.com.br, de forma eletrônica.

*  Com informações da Nocacap

Fique por dentro do que acontece em Brasília

Receba atualizações semanais.

Relacionados

Juiz determina o retorno das aulas presenciais na rede pública do DF

A decisão acatou a proposta do Ministério Público pedindo o retorno imediato retorno das aulas presenciais nas creches e escolas da rede pública do Distrito Federal

Ibaneis diz que não vê a hora da vacina sair “independente de onde venha”

O governador do DF fez a declaração após discussão sobre a compra da coronavac, desenvolvida pela China com convênio firmado com o Instituto Butantan para a produção

Professores alegam censura até em áreas exatas e biológicas no Colégio Militar de Brasília

Um professor de biologia do Colégio Militar de Brasília relatou que conteúdos sobre sexualidade de reprodução passaram a ser monitorados de perto pela direção