A Polícia Federal solicitou que o Supremo Tribunal Federal (STF) autorize a abertura de inquérito para apurar o envolvimento de parlamentares em supostos desvios de recursos através das emendas de relator, o chamado orçamento secreto.

O objetivo, segundo a PF, é identificar os autores das emendas com irregularidades que já foram apontadas pela  Controladoria-Geral da União (CGU) e utilizadas, principalmente, para a compra de tratores. Também existe a suspeita de que o governo Jair Bolsonaro tenha se valido do orçamento secreto para cooptar o apoio de parlamentares no Congresso.

Em outubro, o ministro da CGU, Wagner Rosário, já havia adiantado, durante uma sessão na Câmara dos Deputados, que o órgão e a PF estavam investigando denúncias referentes a um suposto esquema de “venda de emendas parlamentares”.

O escândalo levou parlamentares a acionarem o Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a suspensão do orçamento secreto. No último dia 9, a Corte ratificou a decisão da ministra Rosa Weber pela paralisação do pagamento destas emendas.

Brasil 247/(Foto: Agência Brasil)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique por dentro do que acontece em Brasília

Receba atualizações semanais.

Relacionados

DER entrega trecho entre Itapoã e Planaltina e planeja duplicar a DF-250

Governo do Distrito Federal (GDF) inaugurou a pavimentação nesta terça-feira (7) e agora o trânsito está livre para ônibus escolares e de linhas urbanas, ambulâncias, viaturas de polícia, além de mais de 10 mil motoristas que acessam a via, diariamente

UPA Planaltina vai ser inaugurada nesta quarta-feira (8)

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, vai inaugurar a Unidade de…

Zoológico de Brasília recebe ursa ameaçada de extinção

O urso-de-óculos é a única espécie desse animal cuja ocorrência é na América do Sul. Atualmente, encontra-se ameaçada de extinção pela perda gradual de habitat, o que a torna dependente de esforços em cativeiro para não desaparecer