O ministro Celso de Mello, durante abertura do terceiro dia de julgamento sobre a validade da prisão em segunda instância no Supremo Tribunal Federal (STF)

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou o acesso ao vídeo da reunião ministerial realizada no dia 22 de abril, no Palácio do Planalto. A decisão foi tomada no Inquérito (INQ) 4831, em que se apuram declarações feitas pelo ex-ministro Sérgio Moro acerca de suposta tentativa do presidente Jair Bolsonaro de interferir politicamente na Polícia Federal. Com a decisão, qualquer cidadão poderá ter acesso ao conteúdo do encontro de ministros com o presidente Jair Bolsonaro.

O decano autorizou, ainda, o acesso à íntegra da degravação do vídeo. A única restrição imposta foi a trechos específicos em que há referência a dois países com os quais o Brasil mantém relação diplomática.

Assista ao vídeo na íntegra:

Fique por dentro do que acontece em Brasília

Receba atualizações semanais.

Relacionados

Polícia aperta o cerco contra autor de chacina no DF; a expectativa é que seja capturado a qualquer momento

Uma troca de tiros entre o assassino e um caseiro na região de Cocalzinho (GO) deixa as autoridades mais próximas de encontrá-lo

Em fuga, Lázaro invade outra fazenda, prepara comida e some

Informações preliminares apontam que ele arrombou a porta da propriedade, que estava vazia, comeu e deixou o local. São oito dias de buscas

Não, Lázaro ainda não foi capturado e está vivo. Delegado desmente fake news

“Lázaro ainda não foi encontrado. Permanece vivo e foragido da polícia. Todos os nossos esforços estão voltados, neste momento, para capturá-lo”, afirmou o delegado-geral da PCDF, Robson Cândido.